Interação


 Enviar matéria por e-mail

Secretaria de Defesa dos Estados Unidos prepara retirada de 33 mil militares do Afeganistão

Tamanho da Fonte        21/09/2012 às 08:49

A Secretaria de Defesa dos Estados Unidos deve anunciar hoje (21) a retirada de 33 mil  militares do Afeganistão. Eles fazem parte do contingente enviado em 2010 pelo presidente Barack Obama. A ação ocorre no momento em que há uma onda de ataques contra representações diplomáticas norte-americanas devido a um filme que satiriza o profeta Maomé e o islamismo, produzido nos Estados Unidos.

Apesar da retirada dos 33 mil homens do Afeganistão, ainda restam no país cerca de 68 mil militares norte-americanos. O objetivo é retirar todos os militares estrangeiros até o fimde  2014, incluindo a saída dos integrantes da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan).

Desde 2011, quando foi lançada a ofensiva denominada guerra ao terror pelo ex-presidente George W. Bush, os norte-americanos estão em território afegão. A retirada das tropas, no entanto, faz parte do processo de transferência gradual da responsabilidade de segurança para as forças afegãs.

Anteontem (19) um grupo de senadores pediu uma "pausa estratégica" na retirada das tropas dos Estados Unidos do Afeganistão, após o aumento dos ataques contra os homens da Otan pelas forças de segurança afegãs durante a onda de violência gerada pelo filme anti-Islã.

O governo dos Estados Unidos começou a retirada dos primeiros soldados de sua tropa no Afeganistão em 2011. No ápice da chamada guerra ao terror havia cerca de 100 mil militares norte-americanos em território afegão.

*Com informações da agência pública de notícias de Portugal, Lusa


Classificação Atual       ( 0 ) Dê a sua classificação: